“Acima de tudo, a mulher dobra seus joelhos e ora!”

Começam pau-sa-da-men-te e ar-ti-cu-lan-do palavras como ROSA, SANTA, ESPOSA, MÃE, enquanto dispõem um sorriso entre o patético e o infantilóide, e um olhar complacente. Os que se julgam mais pra-frentex (leia-se não machistas) usam, além destas analogias nauseantes, outras como: “lá em casa quem manda é ela”.

Elas não ficam atrás! Ao tentarem homenagear seu próprio gênero, parecem tomadas de um machismo ainda mais espetacular e listam uma lengalenga das qualidades da mulher no lar, do cuidado com os filhos e maridos.

Nunca antes eu havia participado, de perto, do mês de comemorações em homenagem à mulher. Confesso, foi uma viagem. Ao túnel do tempo! Um poço repleto de repetições, conteúdo diet! A frase emblemática veio de uma das mais belas (por fora) mulheres homenageadas este ano, Rita Passos, a nossa secretária do Meio Ambiente: “Mas acima de tudo, a mulher dobra seus joelhos e ora!” ORA!!! Por favor, um uísque triplo, um balde de gelo, uma porrada no meio da minha cara, me tirem do túnel do tempo!

E em meio a tudo isso, fiz outra importante descoberta: ser mulher, é ser casada, ter filhos e ter um lar para cuidar e nunca, jamais desistir de tudo isso! Veja como aprendemos todos os dias! E para deixar registrado algumas solteironas-não-mães-de-peso: Oprah Winfrey, Mademoiselle Chanel, Madre Teresa e Jane Austen. A Editora Abril poderia distribuir gratuitamente a Edição MULHER da VEJA desta semana, pelo amor de Deus!

Pensei em Crystal Lee Sutton, que há 32 anos (!) liderou a campanha contra as condições de trabalho da empresa JP Stevens Mill – e foi interpretada por Sally Field no premiado filme Norma Rae. Sua luta foi em vão?!

Sally Field em Norma Rae

Sally Field em Norma Rae


Ser homenageada apenasmente como o Esteio da Família é tão 5.000 anos atrás! Veja a cena que tem tudo a ver com isso: a mulher dentro da caverna cercada por suas crias e o homem, louco, macho, de peito aberto saindo daquele buraco para enfrentar o mundo, caçar, prover para a família. Não é perfeito para a idade da pedra? Perfeito!

Pensei também em Marie Curie, a única pessoa a receber 2 Prêmios Nobel em áreas científicas. Essa polonesa que nasceu há 133 anos (!) estava muito à frente de seu tempo. Mas se dependesse dos discursos que ouvi neste mês, teria passado para a história como “mãe e esposa, santa, o esteio da família”.

Marie Curie: 2 Nobel

Marie Curie: 2 Nobel


Marie Curie, como mulher, investiu em sua carreira, na sua paixão de revolucionar a ciência e em outras paixões como o romance com o físico Paul Langevin, que era casado, “resultando num escândalo jornalístico” à época. As mulheres não são santas, são seres humanos. Algumas são tão excepcionais que merecem ser reverenciadas por seus feitos. Marie Curie teve sua efígie impressa nas notas da sua Polônia natal, inúmeras biografias e filmes. Mas por favor, tudo menos santa!

Espero que daqui a 5 anos, na comemoração ao Dia das Mulheres, nenhuma delas tenha que ouvir, como eu, este poema (trechos) de Victor Hugo:
O homem é cérebro; a mulher, coração.
O homem é o gênio, a mulher o anjo.
O homem pensa e a mulher sonha.
Enfim o homem está colocado onde termina a terra;
a mulher, onde começa o céu.

Espero que em 8 de março de 2015 possamos CE-LE-BRAR!
Celebrar o valor de homens e mulheres que ao desempenhar a mesma função, recebem o mesmo salário. Celebrar o fantástico declínio da violência sexual contra as mulheres, especialmente em zonas de guerra. Celebrar o fim da discriminação racial e da vileza da intimidação. Uma salva de palmas!

Notas:
Norma Rae recebeu OSCAR de melhor atriz e melhor canção, Globo de Ouro e National Society of Film Critics Awards de melhor atriz e no Festival de Cannes melhor atriz e o Grande Prêmio Técnico.
Marie Curie recebeu o Nobel de Física em 1903 e o Nobel de Química de 1911 pela descoberta dos elementos químicos rádio e polônio.
Linus Pauling também recebeu 2 Nobel, mas não em áreas científicas como Curie. Em 1954 recebeu o Nobel de Química e em 1962 o Nobel da Paz. Foi químico quântico e bioquímico.
Victor Hugo nasceu em 1802, foi escritor e poeta de grande atuação política, autor de Les Misérables.

Fui umas das 50 mulheres homenageadas com o Prêmio Excelência Mulher 2010, pela CIESP e Aca Laurência que prestigiam a atuação de mulheres, em busca de transformação social e melhoria da qualidade de vida. Também fui homenageada pelos jovens empresários da Associação Comercial de Santos, no Dia das Mulheres.
A edição especial Mulher de Veja desta semana (23/maio/10) me fez desencavar este artigo que escrevi há 2 meses após as desastrosas homenagens citadas.

Tags: , , ,

Posts:

9 comments

  1. Béia querida, as suas colocações são mais do que pertinentes, principalmente num mundo onde falamos da geraçao y…imagine …de cara existe um conflito entre “Mas acima de tudo, a mulher dobra seus joelhos e ora!” x a atual geraçao , que de dobrar joelhos não tem nada…A mulher esta cada vez mais independente, realizando jornadas duplas e por que não triplas ( profissional, mãe e amante) ? Realmente temos que buscar e fortalecer a imagem desta mulher atual em todos os sentidos, para que como você citou..em 8 de março de 2015 possamos CE-LE-BRAR! Somos mulher acima de tudo e devemos ser reconhecidas da mesma forma que os homens, sem distinções , principalmente profissionais e salarias.

  2. marina carvalho

    … e eu pensei que isso fosse só aqui em Londrina…. rss

  3. Fernando Augusto

    Belíssimo texto! Parabéns. Uma salva de palmas!!!

  4. Ola moça
    entao..pensando sobre sua frase, ando orando muito, dobrando os joelhinhos? não estam meio enferrujados mas de resto…
    to muito afim de fazer seu exercicio, aqui em Santos, ai em Sampa…o problema é a grana, rs
    mas vamos lá fazer a resenha domestica de como imagino ser em 5 anos…depois ti conto,
    abraços

  5. o importante é exercitar os músculos! Fazer várias viagens para o futuro até você ficar craque e conhecer todas as curvas e pegadinhas desta estrada. Neste caminho, de ir e vir, tem uma baita mundo pra gente descobrir. O importante é desarmar a armadilha do marasmo.

  6. Béia, muito bom.
    Vou além, enquanto houver “Dia Internacional da Mulher” não temos nada a comemorar.
    Certas “homenagens” são discriminação.
    abs

    Newton Bento

  7. É isso aí Newton. É o mesmo raciocínio: enquanto houver coisas separadas para brancos e negros, haverá discriminação racial.

  8. Olá! Beia

    Foi através de você que entrei no facebook, a partir daí senti que o mundo se abriu para mim, conheci pessoas, fiz amizades, fiz duas viagens para Egito, incrível experiencia, indiquei a Marcia para participar Lets network together, tem sido uma consequencias de possibilidades. Agora também quero poder fazer parte da panelinha. Oxalá que seja em breve…espero poder celebrar together!!

leave a comment