EMPREENDER


30
Apr 16

Banho de Cachoeira: tô precisando. Tu também?

Beia Carvalho fala de Inspiração, no PropMark

Beia Carvalho fala de Inspiração, no PropMark

Palestrante futurista conta que seus maiores inspiradores são os próprios clientes: “Um porque me provocou, outro porque levantou a minha bola…”.
(Publicado no jornal PropMark de hoje, 30abril2016, na coluna Inspiração).

Você começa a se perguntar e num instante já está imerso em conceitos facilmente misturáveis: intuição, criatividade, conexão milagrosa, epifania?

Você pode se sentir profundamente inspirado, verdadeiramente impelido a alguma forma de criação e, por um ou dez motivos, isso não se realizar. Então, acho que a criatividade, no sentido de conceber e prototipar, é um passo esperado por quem se sente inspirado, porém não está umbilicalmente ligada à inspiração.

Dizem que o que te inspira tem a ver com o que você previamente já conhece do mundo. Sejam essas coisas reais ou imaginárias. Eu tendo a concordar com essa levada. Porque minha inspiração vem sempre de uma coisa que eu quero conhecer mais, que eu discordo, que eu queria gritar para o mundo e ouvir o que as outras mentes pensam. Então, imagino que o que me irrita e me inspira a escrever, a me aprofundar e jogar numa conversa com amigos, com os meus filhos, são coisas que de alguma forma conheço.

Li que a Dra Cynthia Sifonis, descobriu que, ao pedir para os participantes de sua pesquisa para criar e desenhar animais alienígenas de um distante planeta totalmente distinto da Terra, as pessoas desenhavam animais baseados em gatos e cachorros, com simetria bilateral e órgãos de sentidos como olhos e orelhas.

Ícaro Verniz, sócio da Fenix Editora

Ícaro Verniz, sócio da Fenix Editora

 

Nunca pensei que diria isso. Mas os maiores inspiradores da minha atual carreira de palestrante foram os clientes de minha Consultoria 5 Years From Now®. Um porque me desafiou, outro porque me provocou, outro porque levantou a minha bola. Meu primeiro tema de palestra, se encaixa neste último caso. A palestra sobre as 5 Gerações no Mercado de Trabalho é a que eu mais ministrei até hoje, e tem 7 anos! Ícaro Verniz foi taxativo: “nunca ouvi ninguém falar de gerações como você fala. Você tem que montar uma palestra sobre isso!”

Silvana Torres, presidente da Mark Up

Silvana Torres, presidente da Mark Up

 

O que me desafiou a criar o tema da inovação foi bem complicado. Silvana Torres, não me inspirou de imediato. Plantou. E quanto mais eu pensava, mais aquilo me incomodava. Até que um dia, aquela coisa: a tal conexão, um siricutico dentro de você, um desconforto confortável. Um ímpeto. Uma coragem. Uma energia súbita. Um toque. Não vou parar até chegar ao fim disso. E nasceu a palestra INOVAR ou MORRER. Dos meus temas, o segundo mais pedido.

A provocação veio da Endeavor. Que meninos e meninas mais adoráveis! Oliver Alexander e Felipe Braga queriam que eu falasse do Futuro Conectado para empresários, no formato TED. Estamos falando do início de 2011. Uma palestra de 29 minutos era muito ousada! Ontem fiz uma de 4 minutos. Exponencialidade!

Se as minhas palestras surgiram da inspiração de fora, meus artigos, minhas viagens, vídeos seguem a mesma toada. Em termos de inspiração própria eu sou bem medíocre. Se não fossem pelos amigos, clientes, fotos, filmes e pelas notícias, eu ficaria sentada no pudim.

Marcello Queiroz me inspira há 25 anos!

Marcello Queiroz me inspira há 25 anos!

 

Quando eu era pequena, meu apelido era manteiga derretida, porque eu chorava fácil. Em se tratando de falar com autoridades – diretoras de escola, pais etc – sempre fui a spokeswoman. Mas nos sentimentos, buá! Por isso, acho que os filmes e as fotos tem grande efeito sobre mim até hoje. Continuam a me inspirar e são meus instrumentos para inspirar outros.

https://youtu.be/ojdbDYahiCQ
Acho que o mais importante eu ainda não falei. Normal, não é? A gente fala, fala e esquece do principal. Ciente do que te inspira, cuide de levar uma vida rica de elementos, sinais, sons, cheiros, frios na espinha, luzes enigmáticas, cores triunfantes, abraços sensuais, banhos de cachoeira(tô precisando de um), poetas russos, balés pina bauscheanos, Amys e todos os motivos do Tim-Maia-Me-Dê-Motivo.

E hoje, indo ao supermercado, encontro Evandro, poeta amigo, que diante da lama que nos atinge disparou em pleno ponto de ônibus: “Deus … que diabo é você?”. E me levou a pensar no escritor mais amado de meus pais, Machado: “O acaso … é um Deus e um diabo ao mesmo tempo.”

Andy Warhol, Detroit, 1985, Inspira.

Andy Warhol, Detroit, 1985, Inspira.


31
Mar 16

Nova Era da Cognição Exige Educação Experimental

Beia Carvalho e a Educação do século 21.

Beia Carvalho e a Educação do Século 21.

Fui entrevistada pela jornalista Luciana Alvarez para o blog da Bett Educar. É que em maio palestro pelo 3º ano para o BETT BRASIL EDUCAR, o maior evento educacional do Brasil, este ano com o tema ‘Melhor educação, melhor sociedade!’. A entrevista toca no tema dos sobressaltos da educação na Nova era dos saltos. Eu amei o texto desta jovem e adorável jornalista. Aqui está:

Para além do verniz de inovação, escolas têm de investir em mudar o centro do processo de ensino-aprendizagem e, assim, desenvolver a criticidade dos alunos, diz a futurista Beia de Carvalho.

Mas por que questionar e criticar é cada dia mais importante? Por que a escola precisa mudar? Segundo Beia, estamos em trânsito para a nova era – e a escola deve preparar os mais jovens para essa realidade.

Claro que a mudança tem certas dificuldades. “Quando se está em trânsito, o sentimento é de insegurança, porque você não está em casa nem no seu destino. Quanto mais resistência houver, mais o ser humano estica esse trânsito, mas nada aborta chegada da nova era”, afirmou.

Beia Carvalho Palestrante Futurista

Beia Carvalho Palestrante Futurista

Um exemplo clássico de resistência é o uso de telefones celulares. No começo, era comum as pessoas dizerem que não precisavam de celular, as empresas proibirem os funcionários de usar. Não importa por quanto tempo se resistiu, hoje praticamente todos aderiram.

Mas qual é a grande diferença entre a era passada e a próxima, a tal “era da cognição”? De acordo com Beia, a do passado era linear, com mudanças de degrau por degrau, de forma compassada. Na nova era, as mudanças serão exponenciais, por saltos. “Depois de um salto, vem o salto em cima do salto, nos deixando atônitos”, afirmou.

Essa nova era em que o mundo entra ainda não ganhou um nome oficial. Beia gosta de usar o termo “era da cognição”, algo que mostra que educação é um ponto nevrálgico. “Hoje no Brasil ela está atrasada e ineficiente, mas a educação está sendo rediscutida mesmo nos países de excelência. Em um mundo complexo, você precisa de talentos para resolver problemas complexos de forma simples. Pessoas críticas, questionadoras vão ser valorizadas”, disse.

A educação atual é linear, baseada no que a sociedade precisava numa era de revolução industrial. “Tudo tinha que ser igual, o mais padronizado possível. O que a gente menos precisa no mundo hoje são pessoas iguais. Só a diversidade traz inovação”, afirmou a futurista.

Aparentemente é simples, mas quem trabalha na área sabe bem que não é assim. A nova educação tem que ser experimental e, portanto, é repleta de incertezas, avalia Beia: “Os pais querem uma educação moderna, para o século 21, mas querem manter as certezas do passado, pedindo conteúdos, provas. A mudança é necessária para todos nós”.

Repense seus paradigmas numa palestra inquietante, desafiadora e cheia de bom humor, na Bett Brasil Educar 2016.

Notas:
Veja a entrevista original no Blog Bett Educar: http://www.bettbrasileducar.com.br/Content/Bett-Blog-61-29-03

Foto de capa: Felipe Feca

Foto do post: Egydio Zuanazzi.


16
Mar 15

O Futuro é um país BEM estrangeiro

Sua Mochila pra Viajar pro Futuro Tá Super Equipada?

Sua Mochila pra Viajar pro Futuro Tá Super Equipada?

Patrícia Lustig é uma futurista como eu e vemos o exercício de futurar de forma muita parecida. Neste artigo, que traduzi livremente, ela usa uma expressão que está no meu primeiro site: exercitar os músculos que viajam para o futuro (exercising your “foresight muscles”). Leia seu artigo:

Se você for a um país estrangeiro, como o Nepal e esperar que ele seja igual a seu país, você vai apanhar. O mesmo acontece quando você planeja o futuro: se você só pensar sobre o hoje e o ontem, você também apanha.

E se a gente morrer e descobrir que Deus é uma grande galinha?? E aí?! - What If? What Else?

E se a gente morrer e descobrir que Deus é uma grande galinha?? E aí?! -What If? What Else?

Lidar efetivamente com qualquer futuro não tem nada a ver com acertar o que acontecerá neste futuro, mas como exercitar o que eu chamo de “músculos da previsão” e se preparar para um leque de potenciais diferentes futuros, exatamente igual você se prepararia para um leque de possibilidades de clima se fosse escalar no Nepal. Quanto mais você esticar seu pensamento para ele trabalhar nos mais diferentes e estranhos potenciais de futuro (e o que você faria diante cada um deles), mais bem preparado você estará para qualquer um deles se e quando eles ocorrerem – e se tornarem o seu hoje.

A pesquisa de Daniel Gilbert indica que as pessoas sempre estimam a quantidade de mudanças que acontecerão no futuro, muito abaixo do que eles já sabem que aconteceu no mesmo espaço de tempo, no passado. E se você adiciona o fator de aceleração das mudanças, a coisa fica bem complicada. Em “De Volta para o Futuro”, Marty McFly vai de 1985 a 1955. Imagine que o filme fosse feito hoje e fosse de 2015 para 1985. Em 1985 não havia celulares, computadores, internet, câmeras digitais, só pra ficar em tecnologia. A diferença dos últimos 30 anos é muito MAIS significativa que a dos 30 anos anteriores. Ray Kurzweil chama isso de Teoria das Mudanças Aceleradas. Ele acredita que o século 21 terá 1000 vezes mais progresso que o século 20. E outros cientistas concordam. Portanto, não é de se admirar que seja tão difícil imaginar quais seriam esses potenciais futuros.

1955-1985-2015

1955-1985-2015

No momento atual todo e qualquer futuro são uma surpresa. Para se preparar para esses diferentes e surpreendentes você tem que liberar seus “músculos de previsão” para cada um destes futuros, e assim criar um plano A, B e C. Você traça um caminho plausível de como você chegaria naquele particular futuro potencial, a partir do hoje. Conceber um caminho ajuda você a notar quando você realmente estiver caminhando por ali, na vida real. Assim, você poderá tirar vantagem do seu Plano B para aquele futuro particular, porque saberá engajar as forças apropriadas e necessárias para obter benefícios para o seu negócio. Você saberá quais são essas forças porque você já havia pensado nelas de antemão.

Aqui estão algumas coisas que você vai gostar de levar em sua mochila, para ajudá-lo a pensar futuros bem ‘futurísticos’:
- Você pode ler ou assistir a ficção científica e anotar coisas que poderiam lhe afetar.
- Você pode prestar atenção aos novos avanços da medicina, tecnologia e do pensamento. Imagine o que pode acontecer quando diferentes tendências se encontram, se fundem e tem bebês.
- Você pode desenvolver um conjunto de futuros potenciais (com uma equipe diversificada) – e desafiar suas suposições e convicções, brincar com loucas ideias e construir sobre as ideias dos outros.
- Você pode perguntar ‘E se …?’ e ‘O que mais?’
- E você pode pensar como é o seu Plano A, B e C para cada um desses futuros potenciais.

Não chegue despreparado naquele país estrangeiro do futuro – tenha a certeza que a sua mochila está super bem equipada.

Palestras 5 Years From Now® pela Futurista Beia Carvalho

Palestras 5 Years From Now® pela Futurista Beia Carvalho

Referências:
Dan Gilbert
A Revolução da Inteligência Artificial

Agradecimentos:
Futurista Rohit Talwar

Beia Carvalho é palestrante futurista, a 1ª figura feminina a falar sobre Inovação. Seu verbo é futurar. Seus temas são aqueles que estão dando um nó em nossas empresas e vidas: Futuro, Gerações e Inovação.


7
Feb 15

A Adrenalina do Abutre

Jake Gyllenhaal como Louis Bloom

Jake Gyllenhaal como Louis Bloom

Jake Gyllenhaal, 33 e 13 quilos mais magro vai te aterrorizar. Como Jack Nicholson em ‘O Iluminado. O coração dispara.

“Eu queria parecer e estar faminto”.

Ele interpreta Louis Bloom no filme Nightcrawler ao lado de Bill Paxton e da fenomenal (sou fã) Rene Russo, 60. Dirigido pelo maridão dela, Dan Gilroy, de Legado Bourne (2012) e produzido por Jake.

Louis Bloom é muito louco. Ladrão desempregado, ele é seduzido pelo frisson do submundo do jornalismo criminal televisivo de Los Angeles e com um capital inicial advindo do roubo de uma bicicleta, investe em uma câmera e num rádio para interceptar as frequências da polícia. Assim, se torna um freelancer que registra os acidentes, incêndios e mortes para vender seus vídeos para as estações de TV. Os chamados stringers ou “paparazzi of pain” (paparazzi da dor).

Não, ele não é um freelancer. Ele é um homem de negócios, um empresário. Um viciado em dicas online sobre empreender e liderar. Com uma mente loucamente assombrosa, decora e recita – em improváveis ocasiões – lições de empreendedorismo numa verborragia sem precedentes. Parece estar lendo aqueles posts que nos acostumamos a ver em redes sociais como LinkedIn, sites de coaching e outras chatices. Mas ele não apenas estuda, ele pratica. E nos prova, ironicamente, como se tornar uma liderança empresarial autodidata. Obstinação, disciplina, amoralidade, foco e tempo dedicado a estudar pela internet.

O filme nos ameaça com a constante dúvida sobre o que é moral, ético e legal. Onde está a fronteira? Louis facilmente borra essa linha-limite entre o observador e o participante para se tornar a estrela de sua própria história e de sua marca, a “Video Production Services” (Cultured Vultures). Punir a desobediência de forma cabal e matar a concorrência são tarefas levadas a sério e no sentido literal pelo “empresário” Louis: “I can’t jeopardize my company’s success to retain an untrustworthy employee” (Não posso prejudicar o sucesso de minha empresa para reter um funcionário em quem não confio).

No vídeo abaixo você pode assistir ao Jake Gyllenhaal falando de sua personagem: “Ele faz parte de uma geração de pessoas que está procurando emprego num mundo onde os próprios empregos estão sendo redefinidos.”

Você vai sentir todas aquelas fortes sensações e emoções, que os bons thrillers nos despertam. Taquicardia. Medo. Pânico. Repugnância. Aversão. Ansiedade. Vai rir, um pouco, nervosamente. E de forma bem amoral, mas extremamente eficiente, vai compreender na prática conceitos, dicas e visões de empreendedorismo, branding, marca, equipe e marketing pessoal.

Vale por um curso de Capitalismo? Marketing? Branding? Com bem mais adrenalina que numa entediante sala de aula.

Notas:
Filme: Nightcrawler, dirigido por Dan Gilroy, 2014.
Atores principais: Jake Gyllenhaal, Rene Russo, Bill Paxton e Riz Ahmed.

Cultured Vultures

Rene Russo em Nightcrawler

Rene Russo em Nightcrawler


21
Nov 14

5 YEARS FROM NOW® FAZ ANIVERSÁRIO

Há 6 anos o céu mostrou um alinhamento surpreendente: Júpiter, Vênus e Lua. 

Era 1 dezembro 2008! Dia que escolhi para lançar a 5 Years From Now®.

Alinhamento surpreendente: Júpiter, Vênus e Lua.

Alinhamento surpreendente: Júpiter, Vênus e Lua.

Neste 1 DEZ 2014 tem Baladinha!
Faz 5 anos que garantimos a diversão de Clientes e Amigos da “FAIVE”!

Será no mais novo espaço de entretenimento e gastronomia: OVO e UVA.
Venha se divertir e fazer negócios na 12a. Baladinha!

Clima de Baladinha da "5"

Clima de Baladinha da “5″

fatos inovadores ocorridos em 1 de dezembro

1640 – Dom João IV é aclamado rei, após 60 anos de domínio espanhol
1878 – Instalado 1º. telefone na Casa Branca
1887 – Publicado 1º. romance policial sobre o detetive Sherlock Holmes
1902 – Lançamento de ‘Os Sertões’, de Euclides da Cunha
1909 – Fundado 1º. Kibutz, em Israel
1913 – Inaugurado 1º. posto de gasolina em Pittsburgh
1935 – Nasce Woody Allen, cineasta e humorista norte-americano
1955 – Rosa Parks é presa por não ceder lugar no ônibus a um branco
1959 – Nações se comprometem a não reivindicar o continente Antártico
1959 – Tirada 1ª. fotografia colorida do planeta Terra, de uma espaçonave
1970 – Aprovada lei do divórcio, na Itália
1976 – Dona Flor é maior bilheteria do cinema, indicado ao Globo de Ouro
1989 – Gorbatchov é o 1º. líder soviético a visitar o papa, desde 1917
1990 – Operários dos 2 lados do túnel Canal da Mancha encontram-se
1999 – Apenas 30 dias para o Bug do Milênio!
2002 – Num blog “a volta do feriadão foi um saco.”
2005 – Aprovado casamento entre pessoas do mesmo sexo na África Sul
2005 – Parlamento belga reconheceu o direito à adoção para casais gays
2008 – Beia Carvalho lança os Workshops 5 Years From Now®
2009 – Comemoramos 1 ano da 5 Years From Now®
2010 - Comemoramos 2 anos da 5 Years From Now®
2011 - Comemoramos 3 anos da 5 Years From Now®
2012 - Comemoramos 4 anos da 5 Years From Now®
2013 - Comemoramos 5 anos e lançamento das Palestras 5 Years From Now®
2014 - Comemoraremos 6 anos da 5 Years From Now®

Mais detalhes na semana que vem.


2
Oct 14

Hipsters, Mudérnus, Disainers: ELLO chegou!

Ello, só para os 'cool'

Ello, só para os ‘cool’

wow todo mundo eh hipster no ello??? (1º impacto do meu amigo André Moraes)

Reza a lenda que o boom desta nova rede social Ello, se deu graças a pisada de bola do Zuckerberg com a comunidade de Drag Queens – ao exigir que elas se registrassem com seus nomes verdadeiros – e não seus nomes de guerra. Pra você ver, que não é só no Brasil que prosperam Bolsonaros, Joões Campos, Felicianos, Magnos Maltas, Eduardos Cunhas, Apolinários, Crivellas, Demóstenes e a capitã Dilma Roussef, em suas cruzadas contra as comunidades LGBT.

Assim, de um átimo para outro, acharam acolhida em outras bandas. Chiquérrima, a rede que nasceu das mãos do designer Budnitz e outros 6 artistas, designers e programadores, é super clean e já está sendo chamada de anti-faceboook. O bochicho todo está ao redor do Manifesto da rede, que começa agressivamente assim: “Quem manda na sua rede social são os anunciantes.” Traduzi abaixo o manifesto completo.

Mas a tônica das crenças da rede está em preservar a sua privacidade, não vendendo seus dados; em não ter publicidade (para não enfeiar o design da rede, rs) e em BELEZA. Porque como diriam Vinicius de Morais “As muito feias que me perdoem. Mas beleza é fundamental.”

E tem até manual pra ser mudérno! Já te colocam nos “trilhos” na 1ª. mensagem de “boas-vindas”: “Olá Beia, aqui alguns de nossos perfis prediletos”. E aí, cara, se segura! É só campeão. Terra dos mudérrnos hipsters, fotos incríveis e o escambal em design. É a Patrulha da Estética! Quem viver, verá! Vamos ver onde estarão 5 years from now!

Não deixa de ser impressionante o crescimento exponencial da rede, aberta ao público pouco mais de um mês, com a estratégia de entrada “apenas com convites”. Quem se lembra da (mala) onda do Google Wave “invitation-only”? Parece que aqui está dando certo: há registros de convites Ello vendidos no eBay por mais de US $500! E a rede está recebendo mais de 35.000 pedidos de participação por hora! Resultado de uma onda viral recente.

Ello grew at an incredible rate this week

Ello grew at an incredible rate this week

Eles avisam que ainda estão em modo beta. Ontem recebi uma cartinha deles que explica os novos features que já estão em funcionamento, “resultado do trabalho dos programadores que passaram a noite em claro”. E abaixo todos os que ainda estão por vir.

Minha Capa Cool: Ello 2020

Minha Capa Cool: Ello 2020

Meu amigo Alex Anunciato me diz que aqui não tem “like”. Que Ello é um misto de Facebook com Twitter. Eu achei que – em termos de funcionamento de rede social – parece uma rede pre Orkut. Mas como só tem 1 mês de vida, vamos ver quais das atuais redes estarão tomando champagne em 2020.

Manifesto Ello
Quem manda nas sua rede social são os anunciantes.
Cada post que você compartilha, cada novo amigo, cada link que você segue é registrado, gravado e convertido em dados.
Anunciantes compram esses dados para poder lhe mostrar mais anúncios.
Você é o produto que está sendo comprado e vendido.

Nós acreditamos que existe um jeito melhor. Nós acreditamos em audácia. Nós acreditamos em beleza, simplicidade e transparência. Nós acreditamos que as pessoas que fazem coisas e as pessoas que usam essas coisas deveriam ser parceiras.

Nós acreditamos que uma rede social pode ser uma ferramenta para o empoderamento. E não uma ferramenta para enganar, coagir e manipular — mas um lugar para conectar, criar e celebrar a vida.

Você não é um produto.
concorda não concorda

Concordo!

Concordo!

NOTA:
Foto Beia by Egydio Zuanazzi


19
Sep 14

Vá te catar! Isso é que é futurar!

Dra Kira Radinsky e seu programa Debora, que prevê o futuro

Dra Kira Radinsky e seu programa Debra, que prevê o futuro

Com 6 anos de idade, a ucraniana Kira Radinsky escreveu a sua 1ª. linha de código para poder mudar de fase num joguinho. Vinte anos depois, já morando em Israel, ela criou um programa, chamado Debra, capaz de prever o futuro. E em 2013, Kira foi escolhida pelo MIT Technology Review, como um dos “35 Jovens Inovadores com menos de 35″. Faz a gente ficar com inveja de Israel, onde 46% da população adulta tem curso universitário.

Infelizmente, o vídeo não está legendado, mas é um bom teste para testar o seu inglês. São apenas 9 minutos de muita coisa interessante!

Nascida em Kiev, na Ucrânia, mudou-se pra Israel, aos 4 anos, em 1990. Com 8 anos já programava. Fazia cursos extras de física, química e literatura. Pra distrair aprendeu karatê e é faixa preta. Ah, também aprendeu piano, tênis e dança. Com 15 anos entrou na faculdade e com 26 era PhD: Dra Kira Radinsky. Vá te catar! E ainda por cima é bonita!

A obsessão por prever o futuro catapultou Kira para a fama. Seus algoritmos previram em 2012, com muitos meses de antecedência, o primeiro surto de cólera em Cuba, em 130 anos. E previram também as revoltas da Primavera Árabe. “O sistema criado por ela coleta uma quantidade imensa de informação eletrônica – além de notícias, mensagens do Twitter e verbetes da Wikipedia, por exemplo – e processa os dados para extrair relações de causa e efeito que podem ser usadas para prever o futuro”.1

Nesta palestra TEDx ela conta como começou a fazer correlações entre as secas de Bangladesh, nos anos 1960 e os surtos de cólera.  E finaliza com a sua indignação quanto às importantes decisões que são feitas diariamente em todo o mundo, “no escuro”, quando poderiam levar em conta dados e a tecnologia já disponíveis hoje em dia.

Notas:

Revista Época:

Jovem cientista cria algoritmo que prevê o futuro a partir do jornal de ontem

No Camels:

27-Year-Old Prodigy Dr. Kira Radinsky 

 


11
Aug 14

O Maldito Futuro Chegou?

“22 Fotos que Provam que Estamos Vivendo no Maldito Futuro”

1. Óculos Inteligente que obscurece o banheiro quando você tranca a porta. Meio sem sentido para nós, que não temos porta de vidro. Clique aqui para ver óculos inteligente.  

2. Cadeira de rodas que sobe escadas. clique aqui para ver cadeira de rodas

3. App de sorvetes. clique aqui para ver app

4. Lixeira que “mira” o lixo. clique aqui para ver lixeira

5. Relógio que escreve tempo pra você (Oi?).

6. Essa progressão: 2005 (128MB) e 2014 (128 GB).

Capacidade de Memória 1956-2005-2014

Capacidade de Memória 1956-2005-2014

7. Câmera drone que te (per)segue onde quer que você vá. clique aqui para ver drone

8. Anúncio de Harry Potter-esque (deduzam vocês, eu nunca vi Harry Porter). clique aqui para ver o anúncio

9. App que traduz palavras em tempo real. clique aqui pra comprar

10. Neo zíper? Vale a pena ler a história

11. Máquina para arrancar árvores. clique e veja como

12. Areia controlada por sonsclique para ver lindas imagens

13. Que mesaeu quero uma mesa assim!

14. Impressora portátil linha a linha. clique aqui para ver impressora em ação

15. Essa eu não entendi, mesmo! clique pra entender

16. Régua que mede ângulos automaticamente. clique aqui para ver

17. Cola para vidros invisível. Mais: clique aqui para ver cola de vidro

18. Motricidade fina desta mão artificial. clique é muito incrível!

19. Drone para cervejas (rs).

20. Ventilador que elimina o claro de suas mãos. Oi?
21. A reação deste líquido sobre a roupa quimicamente tratada do homem à direita.
22. Compare e lembre-se: 1994 x 2014.

20 anos: 1994-2014

20 anos: 1994-2014

Viver numa Era de crescimento exponencial, em oposição à evolução linear das eras que anteriores, exige um esforço hercúleo de seus habitantes. É por isso que não está fácil pra ninguém!

Notas:
O artigo “22 Fotos que Provam que Estamos Vivendo no Maldito Futuro”, de Dave Stopera, publicado no BuzzFeed, 6ago2014, e traduzido livremente por mim. Clique aqui para ir direto para versão original e ver todos os gifs animados.: http://www.buzzfeed.com/daves4/future-fuuuuuture-fuuuuuuture

 


14
Jul 14

Não é aeroporto. É Porto Espacial. E é em 2018!

Porto Espacial em 2018

Porto Espacial em 2018

O reino Unido planeja anunciar amanhã, 15 julho 2014, o primeiro Porto Espacial que estará em operação já na próxima Copa em 2018.

Isso permitirá a empresas como a Virgin Galactic lançar viagens de turismo ao espaço de dentro do próprio Reino. Informou o The Guardian. São 8 as áreas especuladas para o porto: Bristol, Norfolk, norte da Escócia e Outer Hebrides.

Em 2020, a gente vai olhar pra hoje – 5 anos atrás – e não vai acreditar no que a gente acreditava nos primórdios de 2015!

 

NOTA:
matéria completa em The Verge/ The Guardian: http://tinyurl.com/o43qejg


11
Apr 14

Dá? Não acredito! Ah, dá sim!

A História da Construção Reescrita

A História da Construção Reescrita

Uma das coisas que está acontecendo na China é disrupção de umas das mais ortodoxas e dogmáticas indústrias, a da construção. O grupo BROAD SUSTAINABLE BUILDING transformou este processo ao construir um hotel de 30 andares em 15 dias.

Como? Basicamente pre-fabricando todas as peças e depois montando o hotel como um Lego, no local. E eles estão construindo mais de 30 edifícios como esse, em várias partes do mundo. Mais do que isso, estão sendo convidados a mostrar como se vira de cabeça para baixo as ortodoxias de uma indústria, o modo como você “acha que deve” fazer algo, porque-sempre-foi-assim-que-todo-o-mundo-sempre-fez. Enfim, como fazer gigantescos projetos de infra-estrutura de forma inimaginavelmente rápida.

Além da proeza da rapidez, o hotel é resistente a terremotos de magnitude 9, com um sistema de recuperação de ar, que proporciona 20 vezes mais ar fresco e 5 vezes mais eficiente em energia, que os edifícios normais.

Se você ainda não viu, veja esse vídeo sobre esse hotel na Província de Hunan, China, final e 2011.

Se você quer provocar sua empresa a pensar em inovação, veja meus conteúdos de palestras aqui:www.palestrasdabeia.com
E venha curtir nossa fanpage: https://www.facebook.com/palestrasdabeia

Notas:
Conteúdo da Conferência “Anticipating 2025, março 2014, Londres.
Palestrante Rohit Talwar, Global Futurist e Fundador da Fast Future Research, http://fastfuture.com