EDUCAR EDUCADOR 2014: importante para o Brasil.

Beia Carvalho, Futurista e Repensadora fala das Gerações na Feira EDUCAR EDUCADOR

Beia Carvalho, Futurista e Repensadora fala das Gerações na Feira EDUCAR EDUCADOR

O tema EDUCAÇÃO foi um dos 3 temas de peso discutidos por países de primeiro mundo, na Conferência “Antecipando 2025″, em março deste ano, em Londres. Este fato per si, deixa toda e qualquer discussão a respeito do estado [lamentável] em que se encontra a Educação no Brasil, 100 vezes mais importante, mais relevante, mais urgente, mais imprescindível, mais pertinente, mais significativa, mais pivotal, mais séria, mais grave, mais decisiva, mais crítica, mais fundamental, mais essencial, mais central, mais crucial, mais indispensável, mais imperativa, mais inegociável, mais vital.

Sim, é uma questão de vida ou morte. De vida ou morte de qualquer país que deseja fazer parte do jogo da próxima década. Quer seja embaralhando, jogando, ou dando as cartas. Mas no jogo. E o jogo mudou. Notou? As regras que demoramos tanto para aprender não servem mais. Não porque não sejam boas, mas porque elas não se aplicam ao novo jogo. Um exemplo deste novo jogo? MIT (Instituto de Tecnologia de Massachusetts) um dos líderes mundiais em ciência e tecnologia, foi surpreendido quando as mais altas notas para engenharia foram conquistadas por meninas de 16 anos da Mongólia, que tiveram acesso a educação online, de graça. Você começa a entender que o mundo está mudando quando a potencialidade de cada indivíduo combinada com a tecnologia barata e acessível dos cursos online muda o resultado do jogo. De repente, essas meninas tem acesso a oportunidades que nunca tiveram antes em suas vidas e em seus países. Porque a hora de “consertar” a Educação no Brasil, já passou. Uma das marcas dos novos jogos desta Nova Era é que as coisa não se acontecem linearmente, degrau por degrau. Elas nos surpreendem, como surpreenderam o MIT, porque saltam etapas, ignoram regras e desprezam destinos preconcebidos pela incompetência de seus países.

Neste sentido, os desafios estão muito mais além do conhecido e infeliz mantra da educação “Nossos professores são mal pagos e desvalorizados. Nossas faculdades não formam os professores como deveriam. Nossos currículos não atendem princípios e regras que poderiam nos levar ao sucesso.”

Se nos concentrarmos em pensar a Educação desta Nova Era, os nossos desafios serão outros. Talvez os problemas não sejam mais esses, porque eles pertencem ao passado. E não será “consertando” esses problemas, que teremos a Educação do futuro. Observar como setores tão imprescindíveis ao homem como a produção de alimentos desenvolveram soluções para o futuro é uma valiosa dica para conseguirmos saltos na Educação.

Fazendas verticais, em Chicago

Fazendas verticais, em Chicago

O mundo precisa de um crescimento de mais de 4% na produção de alimentos e a produção não cresce nem 2%. Como produzir mais, com menos energia, menos água e menos espaço? Não é tentando “consertar” a atual fazenda, mas dando um salto: as fazendas verticais. A solução é radical. De novo, não é linear. Não é “melhorando” o que temos. É reinventando. Fazendas verticais de 30 a 40 andares estão sendo construídas em Chicago e Singapura. Isso não melhora, e sim muda a cadeia produtiva.

Por que observar é interessante? Porque é raro encontrar nesta solução profissionais que vieram da área de alimentos. Os responsáveis por essa inovação vieram de diversos setores de tecnologia. Para não ficar num só exemplo, os aplicativos de taxi não são uma solução do Sindicato dos Taxistas, do Taxi Vermelho e Branco, nem de algum taxista desesperado, nem de um engenheiro de trânsito. Para cada inovação com que nos deparamos nos dias de hoje, detectamos soluções que vieram de profissionais não envolvidos diretamente com o assunto em questão. E em muitos casos, as soluções do futuro passam pela conjunção e colaboração de vários profissionais, expertises, experiências que, aparentemente, ou melhor, vistas com as regras dos jogos do passado, não fazem sentido. Com os olhos de ver o futuro, tem tudo a ver!

Venha participar da EDUCAR EDUCADOR. É a 21a. edição da Feira que, neste ano, tem como temática central “Uma Verdadeira Imersão para a Excelência em Educação. Que Rumo Seguir?”. Muita gente boa vai estar lá. Grandes estudiosos nacionais e internacionais.

Sim, eu vou estar lá ao lado de mais 2 Repensadores: Gil Giardelli e Alexandre Le Voci. E do meu mais novo amigo, o grande Tom Coelho. E os incríveis internacionais Domenico De Masi e Marc Giget.

Gil Giardelli Professor e Repensador

Gil Giardelli Professor e Repensador

Alexandre Sayad Educador, Repensador e Jornalista

Alexandre Sayad Educador, Repensador e Jornalista

Tom Coelho Educador e Escritor

Tom Coelho Educador e Escritor

Domenico DeMasi Sociólogo

Domenico DeMasi Sociólogo

Marc Giget Inovador

Marc Giget Inovador

NOTAS:
Beia Carvalho e as “5 Gerações no Mercado de Trabalho. Y é o X da Questão”.

Gil Giardelli e seu grande tema “Você é o que Você Compartilha.”

Alexandre Le Voci Sayad vai falar de “Mensurando o Impacto da Tecnologia na Educação”.

Tom Coelho fala de “Sete Vidas: Lições para Construir seu Equilíbrio Profissional e Pessoal.

Domenico De Masi: ”O Ócio Criativo: Criatividade, Empreendedorismo e Inovação”

Marc Giget  “Inovação ou Arte de Definir o Futuro e Desenvolvimento Humano”.

Agradecimentos a Rede de Repensadores e a seu idealizador Otávio Dias, ao São Paulo e London Futurists e ao futurista Michell Zappa.

Agradecimentos a Rohit Talwar, palestrante futurista da Futurist Speaker Fast Future Research, Fast Future Solutions, Fast Future Ventures.

21a. Feira Educar Educador 2014

21a. Feira Educar Educador 2014

Destaques da Educar/Educador 2014
• 21 a 24 de maio de 2014
• Tema: uma verdadeira imersão para a excelência em educação. Que rumo seguir?
• Evento em conjunto com a Bett Brasil será estruturado em 32.000 m²
• Público de 20.000 pessoas entre congressistas e visitantes

Livro The Vertical Farm

Livro The Vertical Farm

Tags: , , , , , , , , ,

Posts:

One comment

  1. UAU Beia, que demais essa notícia. Você estará no melhor lugar pra falar do assunto que mais gosta de provocar a reflexão. Meus parabéns! Dá-le 5 Years From Now e este verbo EDUCAR tem que entrar na pauta do futuro, cada dia com mais uurgência.

leave a comment